Compromisso com a informação

Segunda-feira, 17 de Junho de 2024

Notícias/Política

EXCLUSIVO: "Não tem isso de negar sexo", diz filho de Olavo de Carvalho sobre mulheres em áudio

Informação sobre Tales de Carvalho foi enviada por sua irmã, Heloisa de Carvalho, à Folha Democrata

EXCLUSIVO:
Tales de Carvalho, um dos filhos do filósofo Olavo de Carvalho — Foto: Reprodução / Youtube
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Heloisa de Carvalho, filha primogênita do guru bolsonarista Olavo e de esquerda, filiada ao PSOL, enviou à Folha Democrata um áudio com exclusividade sobre seu irmão, Tales. Tales de Carvalho é investigado pela Polícia Federal após o desaparecimento de uma jovem.

Diz Tales no áudio.

A situação é tão absurda que, quando você fala o óbvio sobre as religiões hoje em dia, você corre o risco até de ser preso. De ser acusado de alguma coisa ai. Tanto no islã é assim, quanto no judaismo é assim, como no cristianismo é assim. Quando você for ver nos cânones, nos sermões dos santos.

Quando você casa, você faz um voto. Está implícito um voto sexual, um voto de direitos sexuais de um e de outro. É óbvio que esse voto difere um pouco entre o homem e a mulher. Por que existe o dever da mulher saciar o seu marido na cama?

Eu vou explicar. Não é porque o homem tem mais desejo do que a mulher. Isso é bem relativo. Não estou bem de acordo com isso não. A mulher é que consegue ter desejo mais fácil. Não adianta ela falar que vai cobrar por sexo. Não há energia e você sabe.

Se a mulher tem um pouco de disposição, a coisa pode ficar boa. Basta ela ter um pouco de boa vontade no começo. Com homem não funciona assim. Para começar, ele precisa de muito mais coisa do que boa vontade.

Vocês estão entendendo o que eu estou falando, certo? Mas ambos fazem um voto de satisfazer sexualmente o outro. É um voto que está ali. Não tem essa de negar sexo. "É só se eu quiser". Não é assim.

É muito absurdo chegar nessa questão. É um direito do cônjuge. Ter relação sexual é um direito do outro. Direito de ambos ali. 

Quando um homem fala que não aguenta, ele pode não estar com dor. Ele provavelmente está sem energia. Para a mulher começar o ato sexual, basta a boa vontade. Para o homem começar, precisa mais do que boa vontade. Por isso que, na prática, a mulher tem mais dever nisso do que o homem.

Ouça o áudio completo, de cinco minutos, aqui.

A fala de Tales de Carvalho é especialmente problemática pelo grande número de estupros e abusos sexuais que ocorrem com mulheres, inclusive dentro do casamento.

No primeiro semestre de 2023, 722 mulheres foram vítimas de feminicídio no Brasil, o que representa em média quatro assassinatos por dia, um crescimento de 2,6% comparado ao mesmo período do ano anterior, quando 704 mulheres foram assassinadas por razões de gênero. A informação é do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Os casos de mortes e estupros possuem conexões.

Foram 34 mil casos de estupro e estupro de vulnerável de meninas e mulheres no primeiro semestre do ano passado, um crescimento de 14,9% em relação ao mesmo período de 2022. Isso significa que a cada 8 minutos, uma menina ou mulher foi estuprada entre janeiro e junho no Brasil, maior número da série iniciada em 2019. Como há subnotificação de casos de violência sexual, os números de estupro podem ser ainda maiores.

Por que Tales falou isso?

A fala se dá no contexto de uma investigação da PF envolvendo uma estudante goiana de 19 anos. Antes de ser encontrada, ela foi tratada como desaparecida por sua família. Os familiares mobilizaram a Polícia Federal em março de 2024, além de autoridades internacionais e a Justiça brasileira. Heloisa de Carvalho ajudou essas pessoas nas buscas.

Ao pesquisar pistas do paradeiro da jovem, os órgãos de investigação descobriram que ela estava na cidade paraguaia Presidente Franco, na fronteira com Foz do Iguaçu, no Paraná.

Ela teria fugido para morar com Tales de Carvalho, um dos filhos do guru bolsonarista Olavo de Carvalho, morto em 2022. A procura pela estudante que morava em Catalão, cidade localizada a 261 quilômetros da capital, Goiânia, começou após os pais acionarem a Justiça em busca de informações sobre a localização da jovem.

A família da garota afirmou que ela tem problemas psiquiátricos e pode ter sofrido assédio psicológico por parte do filho do guru. Procurado, o advogado de Tales negou as acusações e disse que a jovem viajou por vontade própria.

Em depoimento à polícia após ser localizada, a estudante confirmou a versão e disse que estava a passeio na cidade paraguaia, onde mora um irmão de Tales, Luiz Gonzaga de Carvalho Neto, havia cinco dias. "Fui passear, queria ver meu cunhado", disse ela, que informou à polícia morar em Curitiba.

A estudante, segundo sua mãe, começou a ter interesse por vídeos e cursos de Olavo de Carvalho durante as eleições de 2018. Alguns anos depois, a jovem, que cursava Letras na Universidade Federal de Goiás, começou a interagir virtualmente com o filho do guru de extrema direita.

Essa família descobriu esse contato após conseguir acessar as redes sociais da filha.

Tales de Carvalho confirmou que recebeu a jovem e diz que ela esteve "casada e em lua de mel" com ele. Tales é integrante de uma confraria esotérica islâmica, uma tariqa.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!